Artigos e Notícias

A importância da comunicação condominial na gestão

Estabelecer uma boa comunicação condominial tem o potencial de alavancar a sua administração. Por isso, desenvolva esse aspecto pessoal.

A importância da comunicação condominial na gestão

A comunicação sempre foi algo essencial para a evolução do homem na sociedade. Se não tivéssemos desenvolvido tal capacidade estaríamos, até mesmo, colocando em risco a nossa sobrevivência no planeta. Veja, por exemplo, as pinturas rupestres do período pré-histórico (paleolítico e neolítico) que alertavam dos perigos da vida na selva.

Deste modo, a comunicação serve para interagirmos, seja ela na forma presencial, como acontecia antigamente, ou por meio de recursos tecnológicos, como ocorre atualmente. Embora as duas formas se completem e sejam fundamentais.

De qualquer forma, a comunicação é imprescindível para a nossa existência na terra e não poderia ser diferente nos condomínios. Nestes espaços, que funcionam como pequenas cidades, e que devem ser administrados como tal, é indispensável estabelecer um bom diálogo com o objetivo de dar uma maior transparência à gestão do síndico, evitar conflitos no dia a dia e cultivar o bem-estar entre os condôminos e os funcionários.

A importância da comunicação enquanto transparência na gestão

Dar ciência dos atos efetuados pelo síndico em sua gestão é fundamental para um bom mandato. Só existirá transparência se a explanação for bem feita. Por isso, o síndico deve levar ao conhecimento de todos os condôminos e funcionários os planos de ação feitos e a serem realizados na sua legislatura: melhorias na estrutura física do prédio, situação financeira, despesas e economia, reuniões etc.

Uma aliada do síndico nos dias atuais é a tecnologia. No mercado existem diversas ofertas de softwares de gestão condominial que, entre outras atribuições, auxiliam o síndico na hora de transmitir informações aos condôminos.

Outras alternativas para o síndico são as redes sociais. É cada vez mais comum a criação de grupos nas redes e em aplicativos de mensagens para a troca de informações instantâneas sobre o andamento do edifício. Embora seja uma aliada do síndico e de toda a coletividade, priorizar essa forma de comunicação em detrimento da forma tradicional, ou seja, do bate-papo em reuniões e comunicados não é muito aconselhável.

Portanto, encontrar um meio termo entre tecnologia e a forma presencial é o mais indicado para uma gestão que preza pela transparência das suas ações.

A comunicação com o objetivo de evitar ou resolver um conflito

A maneira mais eficiente de evitar um conflito dentro do condomínio é deixar bem claro os direitos e deveres dos moradores. Sendo assim, a convenção, documento primordial do condomínio, quando bem redigido é um instrumento que auxilia o síndico na hora de se comunicar com os condôminos.

Mas é claro que nem todos os moradores se interessam por ler esse documento por completo. Por isso, é salutar que o síndico sempre esteja lembrando aos moradores e funcionários os principais trechos que tratam das normas e condutas dentro do condomínio.

Isso pode ser feito de diversas maneiras: por meio das redes sociais, comunicados e alertas espalhados por todo o edifício, conversa pessoal do síndico com os demais, reuniões e, até mesmo, a contratação de pessoas especializadas nos assuntos que mais geram confusão entre moradores como: garagem, cachorro, barulho etc.

Já quando o conflito está instaurado, apostar na mediação entre as partes é, sem dúvida, o melhor caminho. Para isso, a figura do síndico como uma pessoa tolerante, que sabe ouvir os dois lados e que busca a resolução dos conflitos por meio da comunicação pode ser um diferencial na hora de manter o bem-estar dentro do condomínio.

Estabelecer uma boa comunicação é fundamental para o bem-estar no condomínio

Poucas coisas são mais prazerosas que sentar e bater um papo ao lado de amigos e familiares. Quando fazemos isso, estamos exercendo o nosso poder de comunicação. Também é, ou deveria ser assim, no nosso condomínio. Conversar com os vizinhos, comparecer nas assembleias, escutar o que o síndico tem a dizer e ser educado com os funcionários irá fazer de você um condômino mais feliz.

Para isso acontecer, o primeiro passo tem que ser necessariamente do síndico, seja ele profissional ou residente do próprio condomínio. Realizar uma gestão ativa em comunicação só traz ganhos: para a própria administração, que será vista como mais próxima dos moradores, e de todo o espaço condominial, por possibilitar a proximidade entre todos os que ali habitam.

Fonte: Guilherme de Paula Pires | Viva o Condomínio | https://vivaocondominio.com.br/

Arquivos


© 2019 DUPLIQUE DESEMBARGADOR LTDA. Todos os direitos reservados.

Siga a Duplique


Desenvolvido por &  Seens Tecnologia da Informação.