Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

‘Guardiões da água’ são dedo duro do desperdício

Durante uma das piores secas da história, Americana e Campinas contam com verdadeiros “guardiões da água” em meio a uma avalanche de desperdício. O Jardim Glória, Antônio Zanaga e Frezzarin contam com moradores rotulados de “xerifes” por quem literalmente joga água pelo ralo. Já em Campinas, um morador conseguiu 174 mil visualizações em um vídeo no qual denunciava uma mulher desperdiçando água no Taquaral.

Em Americana, a representante comercial Valéria Ferraz, 48, resolveu fiscalizar e denunciar abusos aliando celular e rede social. Do quarto andar do prédio onde mora, no Jardim Glória, ela flagrou quinta-feira a faxineira do edifício (da frente) Rio de Janeiro com um jato de água ligado por cerca de duas horas.

Indignada, Valéria gravou o desperdício com seu android e postou o flagra no Facebook. O resultado foram 38 curtidas, 446 compartilhamentos e 60 comentários até a noite de anteontem na página de Valéria, sem contar as visualizações. Entre as mensagens, muita revolta dos americanenses.

Segunda ela, toda quinta-feira o condomínio é lavado totalmente. Ao questionar a funcionária, a “xerife” acabou por cobrar o sindico. Ele teria dito que o local tem poço artesiano e faria o que quisesse com a água porque é dos moradores do prédio.

“Estamos em um bairro de classe média alta e não é porque alguém tem dinheiro para construir poço que pode achar que a água lhe pertence e pode desperdiçar. Essa pessoa não é dona do lençol freático”, declarou. Ela foi chamada de desocupada por parte de moradores.

Valéria se surpreendeu com a repercussão do caso na rede e até a filha do sindico teria ligado pra ela para pedir que retirasse o vídeo da Internet, o que não fez. Outro vídeo foi publicado, mas logo retirado por expor a imagem do sindico.

Mesmo sem ter esse objetivo, a representante ganhou popularidade também no bairro. “Fui ao mercado hoje e fui parada umas 11 vezes lá dentro. Diversas pessoas me parabenizaram na rua”, contou. Ela está apostos para novos flagrantes e atuará em defesa da causa.

“Pretendo mobilizar as pessoas, colher maior número possível de assinaturas e cobrar os vereadores para criar uma lei que multe o desperdício (como aprovaram cidades da região), inclusive se esse desperdício ocorrer com quem tem poço artesiano”.

Valéria, contudo, percebeu ontem uma mudança de postura no condomínio após a denúncia. Segundo ela, o sindico era quem molhava as plantas com regador no lugar da mangueira.

A reportagem foi ao prédio e interfonou para o sindico. Ele, porém, não quis comentar. Disse apenas ser “coisa passada” e não tinha autorização para falar com a imprensa.

Fonte: UOL

Encontre-nos no facebook