Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

“Personal prédio”

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo / Condôminos do edifício Mont Royal se uniram para contratar o personal trainer Rodrigo Princival (de agasalho)

Condôminos do edifício Mont Royal se uniram para contratar o personal trainer Rodrigo Princival (de agasalho)

Você já deve ter percebido: nos últimos anos, os empreendimentos imobiliários têm oferecido o chamado “espaço fitness”, as academias em prédios. Mas um alerta precisa ser feito: se os exercícios forem praticados de maneira incorreta, podem colocar em risco a saúde do morador. E é aí que entra o “personal trainer de prédio”. O serviço é oferecido individualmente, para grupos de moradores ou contratado pelo condomínio.

“Dificilmente quem malha sabe praticar exercícios de maneira correta ou ajustar os equipamentos”, explica o membro do Conselho Regional de Educação Física (CREF) e personal trainer Rafael Strugale. Para ele, ter um especialista em exercícios também é um benefício para o condomínio. “Ele vai orientar os alunos, montar um programa, corrigir exercícios, tirar dúvidas e preservar os equipamentos”, enumera.

Ieda Tonin Paviani é síndica do condomínio Mont Royal, localizado no bairro Água Verde. Segundo ela, contratar um personal foi uma demanda dos moradores. “Decidimos que o rateio seria feito pelo número de apartamentos, assim como as outras despesas. Ele é um colaborador do prédio, assim como um porteiro”, explica. O edifício oferece o serviço há sete anos; Rodrigo Princival atua como personal do local há quatro. “Hoje muita gente fala em qualidade de vida, mas, ter uma academia, piscina e espaços dedicados à saúde onde você mora não significa bem-estar. Todo exercício físico precisa de acompanhamento”, ressalta.

O morador Miguel Arcanjo Capriotti, que já foi comandante geral da PM e do Corpo de Bombeiros, utiliza o serviço desde que foi instalado. Mas, atualmente, deu a ele uma importância maior. “Precisei colocar uma prótese no joelho. Estou fazendo toda a minha recuperação aqui”, conta. Ao todo, a academia recebe cerca de 70 pessoas por dia. Dessas, 10% optam por levar seu próprio personal.

Andréa Dipp é fisioterapeuta e atende alguns clientes em condomínio. Segundo ela, a maioria dos edifícios dispõe de uma estação, esteiras e bicicletas. “Quando é preciso outro equipamento específico, o personal pode levar para a hora do treino”, diz. Andrea ainda afirma que as outras vantagens do profissional ir até a casa do cliente estão relacionadas a segurança e comodidade. O serviço de personal custa, em média, R$ 50 a hora.

Fonte: Gazeta do Povo

Encontre-nos no facebook