Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

4 dicas para decorar com artesanato

Ao invés de optar por decorações massificadas e industriais, o artesanato é uma solução mais em conta e exclusiva.

O artesanato é uma obra confeccionada manualmente pelo artesão (ou até mesmo por você) com a finalidade de decorar, enfeitar, embelezar e até trazer uma nova cara para os objetos habituais com os quais estamos acostumados.

Os produtos artesanais são preferidos por muitas pessoas em detrimento do objeto produzido industrialmente e em massa, tanto por questões ideológicas, quanto estéticas. Na opinião de muitos, um produto comprado diretamente com o artesão tem mais valor que o comprado nas lojas convencionais, pois ele possui história, além de ser um exemplar dotado de uma beleza única. Por mais que o artesão produza vários produtos em uma mesma série, um nunca será igual ao outro. E você, já pensou em decorar a sua casa com artesanato? Se você tem esse desejo mas não sabe por onde começar, confira as nossas dicas.

Troque as suas cortinas

Um bom modo de começar a introduzir o artesanato na sua decoração é trocando as cortinas. Retire os modelos convencionais, de material sintético e sem nenhum toque especial e troque por cortinas artesanais, que podem ser encontradas em diversos materiais. As cortinas artesanais irão mudar completamente o ambiente e podem ser, por exemplo, de macramê com bolas de madeira, bambu, contas transparentes, patchwork (retalhos coloridos), crochê, renda ou fuxico.

Luminárias artesanais: um toque especial

Você também pode substituir as suas luminárias convencionais pelas artesanais, que podem ser feitas dos mais diversos materiais, proporcionando belíssimos efeitos. Confira as possibilidades:

  • Luminária artesanal, com formato de bola, feita de fios de juta.

  • Com papel de seda e vareta de pipa.

  • Com o revestimento de fitas K7, para os mais modernos.

  • De barbantes coloridos.

  • Lanternas japonesas.

Móveis

Se você deseja renovar os seus móveis, mas não necessariamente deseja comprar outros, o artesanato no mobiliário pode atender o seu desejo de renovação. Você pode pedir a um profissional, ou pode fazer em casa, essa repaginação, como aplicação de pátina nos móveis ou tecidos ou papéis de presente com estampas diferentes em cada uma das gavetas de uma cômoda.Também pode pintá-los com cores fortes ou enfeitá-los com forros de tricô.

Enfeites

O que não falta no artesanato são os enfeites. Objetos que não servem a uma finalidade prática, mas apenas para o nosso aconchego. Certas regiões do país são conhecidas mundialmente pelo seu artesanato, cada qual com uma peculiaridade. Para quem não quer ser tão óbvio, escolher um quadros de cada região que visitou pode ser uma opção.

Vejas os principais exemplos:

  • Bonecas de barro do Vale do Jequitinhonha – MG.

  • Bonecos de cerâmica do Pernambuco, inspirados no grande mestre Vitalino, que tem como tema principal o cangaço, a quadrilha, o forró e outros elementos da cultura popular local.

  • Artesanato indígena para a decoração – com objetos feitos de sementes, penas, madeira e fibras trançadas.

  • Cestos, bandejas, caixas e outros recipientes para a casa feitos de capim dourado, típicos do Tocantins, região Norte do Brasil.

Nesse texto apresentamos apenas algumas possibilidades para introduzir o artesanato na sua decoração, mas saiba que as possibilidades são inúmeras, praticamente infinitas. Frequente as feiras de artesanato da sua cidade, apoie os pequenos artesãos e deixe a sua casa ainda mais estilosa e bonita.

Fonte: ImovelWeb

Encontre-nos no facebook