Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Academia sempre em forma

Originalidade e funcionalidade devem ser levadas em conta na hora de reformar ou reformular este espaço dentro condomínio

Para praticar exercícios diariamente nem sempre é preciso deslocar-se até a academia, enfrentando o trânsito ou o estresse das ruas. Hoje, muitas vezes o próprio condomínio pode oferecer um espaço com equipamentos sofisticados e de boa qualidade para que os moradores pratiquem suas atividades físicas regularmente e ainda ganhem tempo para cumprir com as obrigações do dia a dia.

A prática de atividades físicas, como se sabe, aumenta a autoestima e faz bem para a saúde do corpo, mantendo adultos e idosos livres de doenças crônicas que se manifestam ao longo dos anos.

Para que todos possam desfrutar das atividades físicas tranquilamente em um espaço livre e amplo no condomínio, é importante saber, no caso de uma reforma ou um projeto novo de academia, por exemplo, que não é recomendável montá-la em um local com piso cerâmico ou laminado. Por isso é necessário pesquisar muito bem antes de fazer a implantação da academia nova, para oferecer um ambiente de treino mais jovial e confortável aos moradores.

Segundo o diretor comercial da Prime Fitness, Flávio Aquino Soares, antes que o projeto da academia nova possa ser executado, é aconselhável avisar os condôminos e verificar se a legislação permite que uma nova área seja construída, se o condomínio tem a possibilidade de ampliar sua área coberta ou eliminar o apartamento do zelador e, principalmente, ficar sempre atento a todas as questões legais relacionadas a alvará e ao Corpo de Bombeiros.

“Primeiro é elaborado um planejamento financeiro sobre a utilização do espaço e depois uma assembleia é convocada para a liberação dos valores. Assim o projeto poderá ser executado. A convenção poderá exigir um quórum mínimo de 2/3 dos condôminos.”

Com as informações necessárias em mãos, o segundo passo é fazer um projeto para que tudo saia corretamente na hora de implantar uma academia em seu condomínio.

“Existem empresas no mercado que desenvolvem todo o projeto para que o síndico possa apresentar aos condôminos. Outro dica importante é verificar a escolha do local e ficar de olho na ventilação, banheiros e iluminação. Um espaço agradável é importante para estimular os usuários a praticarem exercícios físicos”, explica Soares.

Custos da obra – De acordo com Soares, se a reforma da academia for simples e estiver relacionada à manutenção do ambiente e equipamentos, ou se o condomínio estiver numa situação financeira confortável, o síndico pode decidir sozinho.

Mas se envolver a substituição ou a compra de diversos equipamentos, independentemente da situação financeira do condomínio, é interessante que o síndico convoque uma assembleia para solicitar a discussão dos itens, um a um, incluindo, se necessário, um planejamento de rateio para execução do que foi aprovado.

Na hora de comprar os equipamentos de ginástica é necessário procurar uma empresa especializada ou perguntar a profissionais da área sobre os produtos no mercado e seu desempenho.

“É bom evitar produtos importados, principalmente quando não se sabe sua procidência. Sempre é bom adquirir produtos com qualidade comprovada e certificada pelo Inmetro (Instituto nacional de metrologia, qualidade e tecnologia), com garantia e autorização em âmbito nacional”, afirma Soares.

Quando o assunto é manutenção dos equipamentos, antes de mais nada é preciso contratar empresas que estejam cadastradas em órgãos de avaliação e que possam comprovar sua qualidade, além de pesquisar sites especializados em reclamações. Após seguir essas etapas, a contratação de uma empresa que fornecerá suporte, qualidade e atenção, ficará mais fácil.

“Antes de optar por uma empresa, é preciso fazer um levantamento detalhado das informações e dados, estabelecendo um contrato que fixe o trabalho a ser desenvolvido, os prazos, o valor a ser pago, multas por descumprimentos e ainda a previsão de recolhimento de impostos e encargos sociais, tais como INSS (Ministério da Previdência Social), IRRF (Imposto de Renda Retido na Fonte) e ISS (Prefeitura de São Paulo).”

Atenção redobrada

  • O condomínio pode ter um espaço com aparelhos oferecidos para os condôminos, mas desde que as atividades sejam orientadas por um profissional de educação física.
  • Sobre os equipamentos, para garantir mais durabilidade e bem-estar aos usuários da academia, é fundamental o trabalho de manutenção, que inclui a limpeza adequada dos aparelhos. Quando os equipamentos são novos, o síndico não precisa se preocupar muito com a manutenção durante o período da garantia, os fabricantes dão uma orientação básica somente para a limpeza.
  • Um contrato de manutenção preventiva após o término da garantia é uma forma de evitar problemas e ter os equipamentos sempre bem cuidados. Fique atento aos parafusos e presença de ferrugem.
Fonte: iCondominial

Encontre-nos no facebook