Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Antes da compra, é essencial pensar em fatores que podem depois valorizar ou não o imóvel

A relação entre oferta e procura, infraestrutura do local, segurança, entre outros aspectos, é fundamental no momento de fixar o preço e para observar se um imóvel é valorizado

 José Alberto Rodrigues* /Estado de Minas
Reprodução/Internet/eecu.org

A compra de imóvel em uma região bem localizada se tornou um dos itens priorizados por quem procura moradia. Residir próximo a centros comerciais, em um bairro agradável ou perto do local de trabalho e da escola dos filhos é um dos maiores requisitos de compradores. A relação entre oferta e procura, infraestrutura do local, segurança, entre outros aspectos, é fundamental no momento de fixar o preço e para observar se um imóvel é valorizado.

Todos aqueles que querem comprar um imóvel esperam que o investimento atenda às necessidades da família e, ao mesmo tempo, seja um local que tende a se valorizar com o tempo, já que comprar uma casa pode ser um negócio futuro, tanto para a venda ou em casos de locação. “Comprar um imóvel para morar é, sim, um investimento. Antes de fechar um negócio, é importante pensar nos fatores que podem valorizar ou desvalorizar o preço do empreendimento ao longo do tempo”, comenta Guilherme Santos, gestor de projetos do Grupo EPO.

De acordo com Leirson Cunha, vice-presidente das Corretoras de Imóveis da Câmara do Mercado Imobiliário e Sindicato das Empresas do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI/Secovi-MG), o fator liquidez, ou seja, a velocidade de negociação de um imóvel, também aumenta consideravelmente quando se tem um local valorizado. “Segundo estudos práticos que colhemos ao longo dos anos, a venda ou locação de um imóvel preparado para ser ofertado, em média, tem sua velocidade de negociação aumentada em torno de 40% a 50%, desconsiderando fatores macroeconômicos”, pontua.

DESTAQUES 

Sem dúvida nenhuma, a localização do imóvel é um dos principais fatores que determinam não só a escolha dele como lar, ou para montar uma empresa, como a perpetuação do empreendimento no mercado imobiliário. “Por isso, móveis com características semelhantes, que estejam localizados em regiões diferentes, podem apresentar uma diferença bem grande no preço. Isso ocorre porque as regiões consideradas mais nobres têm imóveis mais procurados, independentemente de serem residenciais ou comerciais, portanto, com o valor mais alto”, ressalta Guilherme Santos.

Localização não se muda, o que ocorre são mudanças no entorno, que podem ou não valorizar o imóvel. “É uma dúvida muito comum de muitos clientes, sobretudo daqueles que vão adquirir um imóvel, o fato de encontrar um imóvel que é o ideal, porém, no local inadequado. Nesses casos, o amparo do profissional do mercado imobiliário será determinante na decisão, pois ele poderá ter informações – ou buscá-las em fontes seguras – sobre os projetos para aquela localidade e entorno, proporcionando, muitas vezes, ganhos expressivos na valorização do imóvel”, pondera Cunha.

De maneira geral, muitos itens contribuem muito para valorizar o imóvel, sobretudo pelo nosso estilo frenético impulsionado pela vida moderna. Acompanhando a localização, o comércio local também influencia na valorização do imóvel. Hoje, as pessoas buscam por maiores facilidades no seu dia a dia, evitando ter que utilizar o carro ou o transporte público para realizar atividades rotineiras. “Em tempos de trânsito caótico, morar em um local acessível, seja pelo transporte público, seja pela proximidade de vias de acesso rápido, é sinônimo de qualidade de vida para muitos. Ninguém quer perder horas do dia no trânsito. Um local com uma boa acessibilidade reduz esse risco e é, portanto, mais procurado no mercado, o que o faz também ser mais valorizado”, explica Guilherme Santos.

Vagas na garagem se tornaram um item muito importante na compra e venda de imóveis, de acordo com Leirson Cunha. “Existe uma relação direta: quanto maior o valor do imóvel, maior é a dependência direta das vagas de garagem. Como a rede de mobilidade urbana de transporte de massa (trens e metrôs) no Brasil, e de maneira geral em nossa cidade, é ainda incipiente, a nossa dependência pelo transporte individual cria um laço muito forte com o veículo. Portanto, é um item importante na hora de escolher o imóvel, tanto para compra quanto para locação.”

PERSONALIZAÇÃO

Um novo conceito que vem se destacando no mercado imobiliário são os imóveis personalizados. Essas alterações ainda na planta garantem maior economia e uma valorização do bem. “Os projetos com plantas flexíveis têm sido mais atrativos, com isso passamos a adaptar ou adequar o projeto de acordo com a necessidade e o gosto do cliente. Queremos que, ao comprar o imóvel, ele tenha a liberdade de criá-lo internamente conforme seu perfil e estilo de vida, o que o torna único. A flexibilidade para a compra de salas comerciais também se tornou destaque, pois o investidor pode adaptar o espaço ao seu modelo de negócio”, comenta o gestor de projetos.

Leirson Cunha ainda afirma que a disposição dos cômodos é um fator que contribui muito para uma decisão de compra e tem crescido a cada ano também para a locação. “Se a localização é a ideal, o fator adequação da planta pode estar mais no domínio do cliente comprador e uma pequena reforma poderá unir o útil ao agradável”, comenta.

*Estagiário sob a supervisão da editora Teresa Caram

Fonte: https://estadodeminas.lugarcerto.com.br

Encontre-nos no facebook