Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Ar-condicionado em edifícios: quais são as regras?

ar-condicionado

Em cidades mais quentes como Recife e Salvador, a presença de ar-condicionado em edifícios residenciais é comum. Afinal, a maioria dos prédios já é projetada para suportar o equipamento. Entretanto, em cidades de clima mais ameno, como Curitiba e São Paulo, dificilmente existe nos prédios uma regulamentação para a instalação desse tipo de equipamento, o que pode gerar desgaste para os moradores e para o próprio síndico.

Por consumir bastante energia, o equipamento precisa estar instalado corretamente e em uma rede elétrica que aguente a demanda, caso contrário pode haver problemas elétricos em todo o edifício e até mesmo incêndios. Por isso, é essencial consultar a administradora e o síndico do condomínio antes de fazer qualquer tipo de instalação de ar-condicionado.

Outra questão que envolve o ar-condicionado em prédios é a alteração da fachada, já que parte do sistema fica para o lado de fora da casa ou do apartamento. Caso não haja regulamentação na Convenção de Condomínio, é sugerido que o síndico ou a administradora adote um padrão, evitando a distorção do visual. Durante as discussões sobre o assunto é recomendada também a presença de um engenheiro, a fim de garantir que o ar-condicionado não seja uma ameaça para os moradores.

Fonte: Blog Ademilar

Encontre-nos no facebook