Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Churrasco: divertimento ou problema?

Regra é respeitar áreas comuns e buscar soluções para que a fumaça que sairá da sacada não incomode os vizinhos

Final de semana, para muita gente, é o momento de chamar amigos e familiares para um bom e saboroso churrasco. Mas na vida de quem mora em condomínio a realização de um encontro desse tipo deve contar com certo planejamento e obedecer a regras específicas para que a diversão não se transforme em aborrecimento.

Parte dos prédios com sacadas, por exemplo, não contam com churrasqueiras individuais e não permitem a realização de churrasco nestas áreas. É o caso do Condomínio Fiori Gardênia, que tem um espaço coletivo específico para churrascos – o único lugar do condomínio onde eles podem ser realizados.

“O churrasco é permitido apenas dentro do espaço externo reservado para isso e dentro de um horário específico. Atendendo a esta norma não há restrições, mas é preciso reservar antes, e depois do uso deixar o espaço em boas condições”, explica o síndico Danilo Sanz.

Churrasqueira construída – Alguns prédios, especialmente os mais novos, já contam com churrasqueira construída nas sacadas e varandas. Muitas delas são projetadas de forma com que a fumaça suba pela chaminé até o topo do prédio sem vazar pelos andares superiores. Mas algumas vezes, na prática, o funcionamento não é perfeito.

“Meu apartamento tem churrasqueira na varanda e não temos problema com a fumaça entrando, mas tenho vizinhos que moram em outros lados do prédio que reclamam um pouco da fumaça. Acho que a posição influencia bastante porque o vento não deixa que a fumaça vá embora e ela acaba voltando em alguns casos, mesmo com todos os moradores tendo um exaustor”, conta Catharina Massabki Bagarollo, moradora de um prédio em Porto Alegre (RS). “De qualquer forma, adoramos usar”, finaliza.

Menos incômodo – Seja qual for o caso, é mais do que recomendável tomar medidas para que a fumaça incomode o mínimo possível os vizinhos. Vidros temperados instalados nas laterais da churrasqueira podem ajudar, evitando que o cheiro se espalhe dentro e fora do apartamento.

E quem precisa utilizar uma churrasqueira portátil deve tomar mais cuidados. Uma das opções é optar pela churrasqueira elétrica no lugar da que utiliza carvão. Se não houver jeito, o recomendável é o morador procurar grelhas especiais, que impeçam que a gordura caia na brasa, gerando mais fumaça.

Outras soluções – Churrasqueiras fixas e privadas são um conforto para o morador, que pode utilizá-las quando quiser, sem necessidade de sincronizar a agenda com outras pessoas. Inclusive as chamadas “varandas gourmet” têm sido vendidas como um diferencial dos prédios mais novos.

Mas quem não quer incomodar e prefere respeitar as normas de vizinhança e contar com comodidade sempre pode minimizar a questão da fumaça e do cheiro, evitando que os vizinhos reclamem com o síndico. E, se ainda assim não houver solução para o problema, as churrasqueiras existentes em áreas comuns também podem gerar bom divertimento.

Dicas para o seu churrasco

  • Cada condomínio especifica quais espaços podem ser utilizados para fazer churrasco. Confira as regras do seu
  • Placas de vidro nas laterais da churrasqueira fixa evitam que o cheiro se espalhe na sacada e dentro do apartamento
  • Se for usar churrasqueira portátil dê preferência para as elétricas. Sem o uso de carvão menos fumaça é produzida
  • Dê preferência a bifes e espetinhos que demoram menos tempo para assar, principalmente se for usar uma churrasqueira portátil

Fonte: iCondominial

Encontre-nos no facebook