Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Chuveiro queimado: como trocar

Troca do chuveiro pode ser mais simples do que as pessoas imaginam, mas cuidado com a rede elétrica deve ser grande.

Você está tomando aquele banho quente e relaxante quando começa a sentir a água esfriando. Talvez você ouça um leve barulho… Sim, é sinal de que o chuveiro queimou!

Se você quer trocar por um novo chuveiro, terá que esperar alguém que tenha conhecimentos mais “técnicos” ou botar a mão na massa. Mas, fique tranquilo: trocar um chuveiro elétrico é bastante simples, desde que você siga à risca as instruções e tome alguns cuidados para evitar acidentes.

O que fazer antes da troca

Os primeiros passos para fazer a troca, será necessário tomar alguns cuidados. Primeiramente, desligue o disjuntor do banheiro. Nos prédios e casas mais antigas, ele fica normalmente na área externa; em geral, há a separação entre dois interruptores, teste qual é a do banheiro antes de começar a trocar. Nos imóveis mais novos, há uma chave no próprio banheiro, que desliga apenas a eletricidade do chuveiro.

Não esqueça de verificar também se as torneiras do chuveiro estão devidamente fechadas. Sem forçar demais, tenha certeza que elas estão viradas até o fim, porque o jato de água poderá causar uma boa molhadeira no banheiro. É preferível, inclusive, fechar o registro geral do banheiro.

Como trocar

Após tirar toda a fita isolante que envolve os fios você deve, com uma chave de fenda, desconectar os três fios; dois que ligam o chuveiro à rede elétrica e o fio-terra (normalmente verde), que evita os choques durante o banho. Depois, gire o chuveiro com bastante cuidado, para não quebrar o cano que sai da parede. Se estiver muito preso, você pode usar uma chave grifo para segurar o cano enquanto solta a cabeça do chuveiro.

Use fita veda-rosca para dar 8 voltas em torno do cano (no sentido horário) e enrosque o novo aparelho. É a fita que vai evitar os vazamentos. Agora é hora de ligar novamente os fios ao chuveiro: muito cuidado para ligar os fios nos locais corretos. Também garanta que você apertou bem os fios com a chave de fenda. Depois, use a fita isolante para vedar as conexões, evitando choques elétricos futuros. Existem no mercado conectores próprios para este tipo de situação. Vale a pena ir à loja elétrica da sua cidade e comprar alguns! São baratos, fáceis de instalar e garantem uma conexão sem falhas.

Reabra o registro de água e, antes de ligar o disjuntor, teste se o chuveiro está funcionando corretamente, sem vazamentos e com o correto controle do volume de água. Caso tudo esteja correto, religue o disjuntor e faça o teste novamente. Se a água estiver saindo bem quentinha e sem problemas, é hora de voltar pro banho!

Principais cuidados

Os principais cuidados que você deve tomar ao trocar o chuveiro são para evitar possíveis acidentes envolvendo eletricidade. Um choque, dependendo da intensidade, pode causar maiores problemas, mas o resultado de um reparo feito de forma errada pode ser muito mais grave. A combinação de água e eletricidade merece bastante cuidado.

Nunca mexa em qualquer componente da rede elétrica com o corpo molhado, já que a água é um bom condutor. Sempre use sandálias ou tênis de borracha, já que o material atua como um eficiente isolante, evitando que a energia percorra seu corpo. Por fim, nunca use ferramentas com o cabo desencapado, aquele revestimento de borracha serve justamente para evitar descargas elétricas.

Se estiver com dúvidas ou maiores dificuldades, chame um profissional para lhe ajudar. O gasto extra, mesmo inesperado, garante uma troca rápida e segura!

Fonte: ImovelWeb

Encontre-nos no facebook