Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Confira as vantagens e desvantagens de integrar os ambientes

Junção de diferentes áreas exige planejamento e bom senso

Em geral, os novos empreendimentos estão com metragens cada vez mais enxutas ao mesmo tempo em que investem em generosas varandas gourmet. É neste cenário que surge a ideia – e alguns casos a necessidade – de se integrar os ambientes. Mas a solução requer planejamento. “Normalmente exige uma obra, que pode esbarrar em legislações, regulamento interno do condomínio, e gera custos”, afirma a arquiteta Luciana Araújo. “Em alguns casos é possível ganhar mais espaço apenas com o uso de mobiliário e acessórios”.

Derrubar as paredes garante amplitude visual e física dos espaços e costuma tornar o dia a dia mais prático, principalmente de pessoas que recebem visitas com frequência. No entanto, misturar os ambientes pode exigir uma mudança de comportamento dos moradores. “Quando a cozinha passa a sersala, ela precisa estar sempre organizada, ter uma mobília de qualidade e eletrodomésticos bacanas”, recomenda a arquiteta. “Se a cozinha tem uma atividade intensa e constante, com café, almoço e jantar, a reforma pode não ser uma boa escolha”.

cozinha e sala integradas

Integração pode ser uma boa saída para apartamentos pequenos. Vidros e espelhos ajudam a dar amplitude no ambiente (Foto: Divulgação/ Óbvio)

A junção da sala com a varanda também exige atenção. “Se a área externa for muito pequena, o ganho é pouco. Vira uma sala com um quadrado a mais”, brinca Luciana. “Uma alternativa nesses casos é usar vidro para integrar as áreas visualmente, mantendo a delimitação dos espaços”.

Cozinha integrada

Quando a cozinha passa a fazer parte da sala é preciso garantir a organização do espaço. É interessante investir em móveis e bons eletrodomésticos que funcionem como objetos de decoração (Foto: Divulgação/ Óbvio)

Já as integrações de sala e quarto e sala e home office são apostas menos arriscadas. “Esses projetos costumam ser mais fáceis de executar, tem custos menores e trazem ótimos resultados”, diz. “Nos apartamentos mais novos geralmente é possível escolher a planta com uma sala estendida ou mais um quarto ou um home office e caso a necessidade surja depois é uma adaptação simples, já que estava pré-programada”.

salas integradas

Portas e divisórias retráteis são boas opções para ambientes que podem exigir isolamento em determinadas ocasiões, como a cozinha e o home office (Foto: Divulgação/ Óbvio)

Confira abaixo algumas dicas de integração:

Sala e cozinha

Sala e cozinha integradas

Ótima opção para quem gosta de receber visitas em casa e cozinha esporadicamente. Pode ser feita com a demolição total ou parcial da parede. Aposte em uma bancada para dividir os ambientes. O móvel por servir de mesa e/ou como base para o cooktop, por exemplo (Foto: Reprodução/Pinterest)

Sala e varanda

Sala e varanda integradas

É uma alternativa para quem gosta do contato com o exterior. Caso não queira derrubar a parede, aposte em grandes portas e janelas de vidro. O vidro é bem-vindo também para isolar a área de condições climáticas extremas (Foto: Shutterstock)

Sala e quarto

sala_e_quarto_integrados

É uma boa aposta para residências com poucas pessoas. Além de aumentar o espaço, garante mais praticidade no dia a dia. Invista em mobiliário de dupla função e em uma decoração harmoniosa (Foto: Reprodução/Pinterest)

Sala e home office

 Home office integrado

Como o home office pede em determinados momentos silêncio e concentração, a dica é apostar em uma porta ou divisória retrátil (Foto: Divulgação/Mamm Arquitetura)

 

Fonte: ZAP Imóveis

Encontre-nos no facebook