Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Confira sete dicas de presentes para fugir do óbvio neste Natal

Às vésperas dos festejos natalinos, apostar na originalidade e na inovação é tendência entre os consumidores

Confira sete dicas de presentes para fugir do óbvio neste Natal sxc.hu/sxc.hu

Achar o presente “matador” transformou-se em um drama capaz de estragar o Natal

No começo, eram apenas ouro, mirra e incenso. Hoje, as possibilidades são quase infinitas, indo do prosaico par de meias ao smartphone de última geração. Apesar da variedade, achar o presente matador — capaz de escapar ao lugar comum, de provocar uma impressão duradoura e de expressar uma mensagem certeira — transformou-se em um drama capaz de estragar o Natal de muita gente. Batendo perna nos corredores lotados dos shoppings, em uma corrida contra o relógio, todos sonham em encontrar algo único, diferente e especial.

O empresário César Viegas, da Inova Store, é testemunha diária dessa tendência em sua loja. Ele conta que os clientes estão sedentos por presentear de forma criativa e inovadora.

— Ninguém quer dar os presentes que todo mundo dá. O mercado procura coisas impactantes, personalizadas, que fujam ao óbvio e que se ajustem a quem vai receber. Quem vai presentear um apreciador de vinho, por exemplo, não oferece uma garrafa, porque de vinho o cara entende mais do que ele. Vai atrás de alguma coisa diferente, como um saca-rolhas especial ou um termômetro para a bebida — diz Viegas.

Essa avidez por presentes alternativos, com o poder de marcar, ajuda a fomentar um mercado que lida com o imaterial: o da venda de experiências e aprendizados. Hoje em dia é possível dar de Natal artigos como uma trilha de cicloturismo em vinícolas ou um curso de grafite. Na cervejaria Lagom, da Capital, são realizados, desde o ano passado, cursos de um dia para produção de cerveja artesanal. É comum que o cliente contrate a aula para ofertá-la a terceiros.

— É muito mais do que um presente, é uma experiência que se oferece ao outro. Fica para a vida — diz um dos sócios, Maurício Chaulet.

Outra linha que ganha adeptos é a dos presentes sustentáveis, sejam eles feitos com materiais reciclados, produzidos localmente ou saídos de empresas que adotam processos para proteger o ambiente. Nesse campo, vale até o velho sonho de Natal de qualquer criança, a bicicleta — mas com a ideia de incentivar a permanência do carro na garagem. Marcos Abrahão, da livraria Via Sapiens, acredita que o Natal, um período marcado pelo consumo desenfreado, pode ser uma ótima oportunidade de valorizar compras mais conscientes.

— As pessoas estão mais seletivas no que consomem. É algo novo, mas que veio para ficar. Para quem dá importância a isso, receber um presente de caraterística sustentável tem um valor agregado.

Dicas para surpreender

Dê arte

Se a ideia é oferecer um presente que seja único e original, em lugar de artigos produzidos em larga escala, obras de arte são insuperáveis. Niura Borges, da galeria Mamute, reconhece que a alternativa pode assustar quem tem pouca intimidade com a área, mas lembra que muitas vezes o que conta na hora de escolher é a sensibilidade, e não o conhecimento. Com um orçamento na faixa dos R$ 500, já dá para adquirir gravuras de artistas conceituados. Neste mês de Natal, galerias de Porto Alegre seguiram o exemplo dos shoppings e ampliaram os horários, avançando pela noite.

Ofereça um aprendizado

Se a pessoa que você deseja presentear gosta de fotos ou aprecia a degustação de cervejas, que tal oferecer um curso de fotografia ou de fabricação artesanal da bebida? Além de surpreender, esse tipo de opção deixa um conhecimento ou habilidade de caráter permanente. Também são boas pedidas cursos de dança, culinária ou grafite, conforme o perfil do agraciado. Uma boa dica é fazer o curso junto, para que o presente ganhe um componente de convívio.

Presenteie com uma experiência

Poucas coisas podem ser tão inesquecíveis quanto um presente imaterial. As opções são infindáveis. Pode ser um passeio de balão, um salto de paraquedas, um jantar em um restaurante bacana, uma sessão de massagem, uma visita a vinícolas, uma estadia em um spa ou um dia de aventura descendo corredeiras ou escalando montanhas. Nos últimos anos, surgiram empresas que oferecem uma gama variada de experiências para serem dadas como presente, na forma de um voucher.

Aposte no sustentável

Época de consumo e gastança, o Natal não é de todo inofensivo ao ambiente. Mas é possível mudar essa situação fazendo uma escolha por presentes sustentáveis. Pode ser uma xícara modesta, para evitar o uso de copos plásticos no local de trabalho, ou uma bicicleta incrementada, para o carro ficar na garagem. Produtos feitos de material reciclado, incluindo móveis de papelão e sapatos feitos de sobras de couro, são outras opções interessantes. Marcos Abrahão, da Livraria Via Sapiens, recomenda dar preferência ao comércio local e a produtores certificados por proteger o ambiente.

Regalos pela internet

Cada vez mais gente tem acesso à internet no smartphone, em tablets ou até mesmo na TV. Isso abre uma nova fronteira de possíveis presentes. Você pode turbinar o aparelho de alguém pagando para ele uma assinatura (de streaming de filmes ou de música, de leitura de e-books ou de alguma revista). Dependendo do serviço, é possível oferecer vales-presente ou entregar diretamente no smarthpone ou no tablet alheio e-books, filmes, jogos, discos e aplicativos. Tutoriais na internet explicam como fazer.

Proporcione um espetáculo

Ingressos para espetáculos musicais, apresentações de teatro ou competições esportivas são uma opção certeira para quem conhece bem as preferências do presenteado. Oferecem a chance de proporcionar contato mais próximo com um ídolo e de deixar uma lembrança marcante. Se a pessoa que vai receber o presente está com viagem marcada, o ingresso pode ser para algum espetáculo no lugar de destino, deixando o passeio ainda mais especial.

Faça você mesmo

Presentes feitos em casa custam pouco e valem muito, porque são artigos únicos. Para quem domina a técnica, pode ser um bolo, uma bijuteria ou uma roupa. Também dá para consultar sites que ensinam a fazer todo tipo de coisa. Existem ainda opções para quem não é prendado em nada.

Uma saída capaz de fazer muito sucesso é montar uma cesta com cervejas de procedência variada, compradas no supermercado, ou com cremes e outros produtos de cuidado pessoal.

Fonte: ZH

Encontre-nos no facebook