Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Consórcio imobiliário é uma ótima maneira de garantir sua casa própria

Confira os benefícios do consórcio e conquiste seu imóvel

Os últimos anos não foram nada fáceis para quem desejou comprar um imóvel. Com as restrições ao crédito imobiliário e principalmente um cenário econômico instável, muitos brasileiros tiveram que repensar para realizar o sonho da casa própria.

Entre as maneiras de driblar a crise estão consórcios imobiliários, que vêm conquistando cada dia mais pessoas. Só para você ter uma ideia, ao longo dos últimos 10 anos, o consórcio quase duplicou o número de pessoas que participam dos grupos, chegando a marca de 805 mil consorciados em 2015!

Mas você sabe como ele funciona? Nós já explicamos aqui no blog e é bem simples: a administradora do consórcio formará grupos. Para fazer parte de um grupo, basta comprar uma cota e pagar as mensalidades em dia. Esse dinheiro investido pelo grupo será usado para comprar qualquer tipo de imóvel. Mensalmente é feito um sorteio para liberar o dinheiro investido e poder, assim, comprar o imóvel. Os participantes podem ofertar lances para conseguir antecipar o sorteio e ter sua carta de crédito liberada.

Atualmente há grandes empresas do mercado oferendo a oportunidade do consórcio imobiliário. Uma delas é o Grupo Gazin, que está presente no mercado a mais de 50 anos. É uma empresa de tradição e confiança.

Veja os benefícios de se fazer um consórcio:

new apartment

1 – Sem entrada!

Quando uma pessoa decide comprar seu imóvel por financiamento, ele é obrigado a pagar um valor de entrada consideravelmente alto e tem que ser pago à vista. Já no consórcio, isso não é necessário. O valor de entrada não existe, o cliente paga apenas as parcelas do imóvel.

2 – O uso do FGTS

Um dos maiores benefícios ao adquirir um consórcio imobiliário é o uso do FGTS. Mas como isso é possível? A cota usada no consórcio deve estar no nome do trabalhador titular da conta. O comprador não pode comprar ou ser proprietário de outro imóvel na região que está sendo feito o consórcio. Além disso, é preciso ser beneficiado pelo FGTS por pelo menos três anos, sendo na mesma empresa ou em empresas diferentes.

3 – É possível entrar em um consórcio mesmo quando está negativado

Sim, isto é possível! Sua situação só será avaliada quando o mesmo for sorteado ou der um lance final pelo imóvel. Isso dá tempo para que o comprador consiga regularizar toda a sua situação. No caso de um financiamento, se o comprador não tem crédito, ele não tem a situação aprovada e assim não consegue realizar o pagamento das parcelas.

4 – Além da compra de um imóvel com o Consórcio imobiliário é possível também usá-lo a construção e até a reforma do seu imóvel

Poucos sabem, mas o consórcio imobiliário pode ser utilizado para a compra, construção e reforma do seu imóvel. O funcionamento é o mesmo: você entra em um grupo e paga as parcelas do consórcio referentes ao seu objetivo.

5 – A taxa de administração é mais viável do que os juros do financiamento

Quando o cliente não está com pressa de pegar as chaves do seu imóvel, o consórcio pode ser muito mais interessante. Geralmente, a taxa de administração é inferior em relação aos juros do financiamento, por isso é importante pesquisar. No Consórcio Gazin, por exemplo, presente em todo o território nacional, a taxa de administração é acessível a todos os compradores. É importante que o cliente pesquise qual é a taxa de administração que a empresa está cobrando, isso fará uma diferença enorme sobre o valor do imóvel. Quando as parcelas terminarem, a casa vai custar muito menos do que se ela tivesse sido financiada.

6 – Uso do crédito para documentação

Outra vantagem do consórcio imobiliário é a possibilidade do uso de até 10% da carta de crédito para custear documentações, tributos, escrituras e seguros.

Fonte: ImovelWeb

Encontre-nos no facebook