Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Crise nos condomínios: Criatividade e reajustes ajudam a manter as finanças em dia

Em tempos de aumento nas contas de água e energia e com reajuste salarial para alguns funcionários, fica difícil para os condomínios conseguirem fechar as contas sem ter que aumentar a taxa condominial, isso juntamente com aumento na inadimplência dos condôminos, gera muita dor de cabeça para a administração do condomínio. Para driblar a crise existem algumas alternativas para os condomínios como uma boa gestão administrativa e financeira, assim é possível detectar gastos acima do necessário para poder diminuí-los ou até cortá-los. O combate à inadimplência também é peça chave para evitar a crise, é preciso que o condômino tenha a ideia de que a cota condominial é prioridade e que na falta do seu pagamento todos saem perdendo com isso.

A conscientização para o uso racional de energia e água é mais uma opção à favor do síndico, com campanhas para alertar os condôminos sobre o desperdício desses dois recursos. Caso o condomínio tenha verbas suficientes pode-se investir na individualização dos hidrômetros e na substituição das lâmpadas comuns por lâmpadas de LED, essas duas medidas tem um preço um pouco alto mais geram uma economia compensadora. As manutenções preventivas também são uma alternativa para a redução nos gastos, já que prevenir o problema é melhor do que remediá-lo, no caso de benfeitorias é preciso analisar se a obra é realmente necessária. O uso da criatividade também é um artifício à favor dos condomínios, algumas soluções como o reuso da água da chuva para lavar áreas comuns e regar plantas podem ajudar e muito na economia dos condomínios.

Nesse período de crise, muitos condomínios estão operando no limite, com o número mínimo de funcionários, diminuindo assim a folha de pagamento e os gastos com o mesmo. Uma boa saída para os condomínios, acaba sendo a contratação de empresas terceirizadas, que além de diminuir o trabalho do síndico, acaba saindo mais barato para o condomínio. Economizar nos produtos de limpeza e utensílios diários usados pelos funcionários também pode ajudar e muito a diminuir a conta do condomínio no final do mês. Outra alternativa que alguns prédios estão adotando, é utilizar um sistema de monitoramento por câmeras, e substituir o porteiro, com isso os gastos acabam diminuindo e muito para o condomínio, afetando novamente a taxa condominial e com isso diminuindo o número de inadimplentes.

Fonte: SeuCondominio

Encontre-nos no facebook