Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Cuidados na contratação de porteiros, zeladores,..

Funcionários do condomínio são peças chave para a segurança dos moradoresFuncionários do condomínio são peças chave para a segurança dos moradores

Especialistas não se cansam de afirmar que os funcionários do condomínio são peças chave para a segurança dos moradores. Essa consciência está se firmando em um mercado cada vez mais competitivo e os profissionais já buscam se preparar melhor.

Mesmo assim, conseguir um funcionário bom e de confiança, não é nada fácil. Esse desafio pode ficar um pouco mais simples se o contratante tiver em mente que será necessário ter disposição e paciência para procurar e investigar.

E isso vale também para condomínios que trabalham com empresas terceirizadas. Neste caso, a atenção deve ser voltada à empresa contratada, à sua idoneidade e experiência de mercado, já que encontrar um bom funcionário passa a ser responsabilidade dela.

Vale ressaltar também que o trabalho não termina após o processo de contratação, é necessário estar sempre atento à gestão dos funcionários e fazer uma checagem de rotina.

No caso de mão de obra terceirizada:

  • Conversar com os próprios funcionários da empresa. “Pergunte se há ou não atraso no pagamento, se os donos são honestos, se estão felizes em trabalhar para aquela empresa”, avisa Hugo Tisaka, consultor em segurança.
  • Conversar com pelo menos três outros clientes da empresa. Saber se estão contentes com os serviços prestados.
  • Visitar a sede da empresa.
  • Pedir certidões negativas de débito.
  • Perguntar como é feita a contratação e supervisão de seus funcionários. José Antonio Caetano, diretor comercial da empresa Hagana que presta este tipo de serviço há mais de 10 anos, diz que seus supervisores passam diariamente nos postos de trabalho. Eles verificam, entre outros assuntos, se o funcionário: chegou atrasado, está com algum problema, seu estado emocional, se precisa passar por uma consulta com a psicóloga da empresa.
  • Desconfiar das empresas que têm alta rotatividade de funcionários.
  • Desconfiar das empresas que cobram muito barato.
  • Todo mês o síndico deve exigir da empresa a seguinte documentação: fundo de garantia, guia do recolhimento do ISS, INSS, cópias das folhas de pagamento dos funcionários.

Contratação e checagem

Os cuidados (abaixo) na contratação e checagem dos funcionários são os mesmos para quem terceiriza ou não. Quem terceiriza não é responsável por esta checagem. Mas, tem obrigação de cobrar da empresa os procedimentos que ela adotou durante a contratação. As mesmas medidas de segurança também valem para funcionários antigos.

Como fazer a checagem dos funcionários

  1. Pedir Atestado de Antecedentes Criminais anualmente. Veja abaixo alguns sites que fornecem o atestado em diferentes regiões do Brasil (veja links logo abaixo).
  2. Pedir certidão negativa de pendências anualmente, em qualquer agência da Serasa. O site www.serasa.com.br disponibiliza endereços de todas as agências no Brasil. Terceiros podem pedir esta certidão se forem pessoas jurídicas e clientes da Serasa. Pessoa física somente com procuração.
  3. Pedir referências nos trabalhos anteriores, procurar saber o motivo do desligamento.
  4. Pedir comprovante de residência e ir pessoalmente até a casa da pessoa. Isto deve ser feito a cada seis meses. Segundo Caetano, esta medida é muito importante: “quem está mal intencionado não permite esta visita”.
  5. Investigação social: conversar com vizinhos, amigos e familiares.
  6. Consulta psicológica anual.
Fonte: https://www.sindiconet.com.br/

Encontre-nos no facebook