Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Pets em condomínios

Pets em condomínios

Fofinhos, inteligentes e companheiros, os animais domésticos podem ser considerados verdadeiros membros da família por alguns donos. Os benefícios dos pets à saúde das pessoas vão desde a melhora na imunidade de crianças e adultos à redução dos níveis de estresse, ou seja, as vantagens psicológicas, físicas e sociais na relação entre os homens e os animais são cada vez mais conhecidas. Mas, para os proprietários de animais que moram em condomínios tais benefícios pessoais precisam ser conciliados com a convivência entre os moradores.

A lei não permite proibir a permanência de animais nos condomínios. Porém, aqueles que possuem os seus bichinhos de estimação devem ter responsabilidade e bom senso para não ultrapassar os limites dos outros condôminos ou desrespeitar o regulamento interno. Um animal só pode ser proibido no condomínio se afetar o sossego, a saúde e a segurança dos moradores conforme estipula o artigo 1336, inciso IV, do Código Civil, que determina que não pode haver perturbação da coletividade.

 Aproximação entre moradores

Síndica do condomínio Edifício Novo Horizonte, no bairro Coqueiros, em Florianópolis, Mercedes Ines Rosa é uma protetora dos animais assumida. Voluntária do Centro de Zoonoses, Mercedes acredita que os animais trazem muitos benefícios para seus donos. “Hoje muitas pessoas moram no mesmo prédio e nem se olham. Os animais com certeza aproximam os indivíduos, pois assim como as crianças, tornam-se assunto em comum e interagem sem preconceitos”, descreve a síndica.Morador do condomínio, Leonardo Silva de Souza possui cinco cachorros e relata que a chegada dos animais aconteceu de maneira inesperada. “Morávamos eu, minha companheira Lisiane e os dois filhos dela no apartamento, e nunca tínhamos tido cachorros. Quando ganhamos a Lilica, um filhote de nove meses da raça Lhasa Apso, foi uma surpresa, mas logo nos acostumamos, já que a adaptação foi supertranquila. Alguns anos depois, ela teve quatro filhotes machos. Pensamos em doá-los, mas como eles tinham que permanecer com a mãe por um tempo, acabamos nos apegando e decidimos ficar com todos”, descreve o morador.

Para Leonardo, os pets só trouxeram vantagens. “Os benefícios que os cachorros nos proporcionam são inúmeros, principalmente quando estamos estressados ou chegamos de um dia longo de trabalho. Eles nos trazem muita alegria, acima de tudo”, declara.

Segundo ele, os vizinhos do condomínio aceitam bem os animais. “Nunca recebemos reclamações ou advertências, pois evitamos transtornos com os outros moradores não saindo para passear com os animais enquanto há pessoas na portaria e repreendendo os latidos quando acontecem. Acima de tudo, nossos cães são a nossa fonte de alegria e tranquilidade. A meu ver, fizemos uma boa escolha quando optamos por ficar com os cinco”, relata o morador.

Bem estar

Leonardo Silva de Souza, morador do Edifício Novo Horizonte: “Os cachorros nos trazem muita alegria”.
Leonardo Silva de Souza, morador do Edifício Novo Horizonte: “Os cachorros nos trazem muita alegria”.

Morador do condomínio, Leonardo Silva de Souza possui cinco cachorros e relata que a chegada dos animais aconteceu de maneira inesperada. “Morávamos eu, minha companheira Lisiane e os dois filhos dela no apartamento, e nunca tínhamos tido cachorros. Quando ganhamos a Lilica, um filhote de nove meses da raça Lhasa Apso, foi uma surpresa, mas logo nos acostumamos, já que a adaptação foi supertranquila. Alguns anos depois, ela teve quatro filhotes machos. Pensamos em doá-los, mas como eles tinham que permanecer com a mãe por um tempo, acabamos nos apegando e decidimos ficar com todos”, descreve o morador.

Para Leonardo, os pets só trouxeram vantagens. “Os benefícios que os cachorros nos proporcionam são inúmeros, principalmente quando estamos estressados ou chegamos de um dia longo de trabalho. Eles nos trazem muita alegria, acima de tudo”, declara.

Segundo ele, os vizinhos do condomínio aceitam bem os animais. “Nunca recebemos reclamações ou advertências, pois evitamos transtornos com os outros moradores não saindo para passear com os animais enquanto há pessoas na portaria e repreendendo os latidos quando acontecem. Acima de tudo, nossos cães são a nossa fonte de alegria e tranquilidade. A meu ver, fizemos uma boa escolha quando optamos por ficar com os cinco”, relata o morador.

Por Graziella Itamaro

Fonte: Condomínio SC

Encontre-nos no facebook