Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Rachaduras na parede: como evitá-las?

Problemas podem ter sido ocasionados por materiais de baixa qualidade ou efeitos do tempo, como chuva e ventos fortes.

As trincas e rachaduras nas paredes são mais comuns do que imaginamos. Elas podem ser causadas por motivos naturais, como o tempo, as chuvas e o vento, ou mesmo ser o indicativo de que algo na obra não foi feito corretamente. Com o passar dos anos, os materiais utilizados nas construções começam a se assentar e, se a qualidade não for boa, essas fissuras tendem a aparecer. Fazer o conserto vai exigir uma consultoria especializada, mas é possível tomar alguns pequenos cuidados diários para evitá-las. Veja quais são:

Dá mesmo para evitar as rachaduras?

Sim, desde que a sua obra ainda esteja em fase de construção. Molhar bem a superfície antes de receber a argamassa e após concluir o acabamento fará com que a sua parede ganhe uma estabilidade maior e vai evitar ao longo dos anos que a obra se deteriore. Porém, mais importante que garantir uma boa aderência dos materiais, é investir na qualidade deles. Se a construção já está concluída, alguns truques podem ajudar a retardar o aparecimento das fissuras:

  • Limpe com regularidade as paredes, mas evite fazer isso com o tempo chuvoso;

  • Em dias quentes, faça o ar circular na parte interna do ambiente;

  • Se a parede recebe sol diretamente, umedeça o cômodo com toalhas sobre cadeiras ou bacias;

  • No caso de infiltração e bolor, resolva com o máximo de agilidade possível: esses dois fatores contribuem para o surgimento de fissuras.

Quando a rachadura ainda é pequena

Caso a rachadura tenha acabado de aparecer na sua parede, o conserto é bem mais fácil e você mesmo pode fazê-lo. Limpe bem a área e aumente o espaço da rachadura com uma ferramenta chamada “abre fissuras”. Após isso, preencha a fissura com uma espécie de argamassa comprada em lojas especializadas chamada “tapa-tudo”. Depois de preencher o buraco, alguns especialistas recomendam fazer uma colagem com uma tela de nylon para evitar o reaparecimento da fissura, finalizando com reboco ou gesso.

Esse procedimento vai evitar que a rachadura reapareça exatamente no mesmo lugar. Mas, caso ela volte a aparecer em locais próximos – ou no mesmo -, é necessário pedir para um pedreiro fazer o novo remendo na parede a fim de evitar maiores deteriorações.

Riscos das rachaduras

Quando pequenas ou afastadas das vigas de sustentação, as rachaduras não oferecem riscos a estrutura da casa. Contudo, é preciso ter bastante cuidado quando elas ultrapassam 3 cm de espessura ou estão localizadas próximas aos pilares de estruturação. Nesses casos, procurar a empreiteira ou construtora responsável pela obra é a melhor solução. Ainda que as fissuras tenham conserto na maior parte dos casos, contar com ajuda especializada é sempre a melhor opção.

Fonte: ImovelWeb

Encontre-nos no facebook