Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Whatsapp com a Duplique Desembargador!

Saiba como descobrir se a imobiliária por onde você está adquirindo um imóvel é confiável

Ter o suporte de uma empresa de confiança é fundamental para que a transação de compra, venda ou aluguel dê certo

Comprar, vender ou alugar um imóvel é uma negociação que costuma envolver uma quantia relevante e um contrato para o longo prazo. São muitos os detalhes a serem observados, como o valor, financiamento, localização, conservação e documentação.

Mas nem tudo que é importante diz respeito apenas ao imóvel e a preocupação deve vir antes mesmo de encontrar a casa ou apartamento ideal para que a transação ocorra com sucesso. Ter o suporte de um profissional especializado é um passo importante para garantir o apoio necessário desde a escolha até a assinatura do contrato. Porém, nem todo serviço oferecido no mercado gera segurança. Então, como saber se uma imobiliária é confiável?

O que é fato é que muitas opções estão surgindo no mercado e existem maneiras de verificar se a imobiliária vai realmente trazer segurança para a negociação entre o cliente e o proprietário.

imobiliária

Com o grande número de opções no mercado, fica mais fácil evitar maus negócios (Foto: Shutterstock)

“É importante saber quem está por trás, quem são os donos da empresa e os profissionais que estão envolvidos”, afirma Luciano Novaes, vice-presidente do Sindicato da Habitação de Pernambuco (Secovi-PE).

Além disso, é fundamental pegar o maior número possível de informações sobre a empresa. “Deve-se procurar saber quais são as imobiliárias que estão no mercado, onde está instalada, há quantos anos tem a operação. E também é importante verificar quem são os clientes dela”, complementa.

Um primeiro passo é pedir indicações para as pessoas conhecidas, com referências de imobiliárias que já prestaram serviços para eles e que resultaram em uma experiência positiva.

Além disso, com a ajuda da internet, é possível fazer uma pesquisa e levantar uma quantidade grande de informações sobre as empresas que atuam no mercado.

imobiliária

A internet é um grande auxiliador na busca pelo passado da imobiliária (Foto: Shutterstock)

“O cliente deve entrar no site do Creci do respectivo estado em que mora e fazer a consulta para ver se a imobiliária é regular ou não, se é ativa, se não foi suspensa ou cancelada”, detalha José Augusto Viana Neto, presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de São Paulo (Creci-SP).

Através de pesquisas na internet, ainda é possível consultar sites que registram reclamações para verificar se imobiliária é bem cotada pelos clientes e se costuma resolver os problemas que surgem em uma negociação.

Além disso, pelas redes sociais da empresa, pode analisar como é o tratamento dado aos clientes que se comunicam por esse meio, se costumam atender e dar respostas. Ainda é fundamental levantar informações sobre o histórico da empresa e tempo de atuação.

imobiliária

É importante ter em mente que tempo de mercado não significa qualidade (Foto: Shutterstock)

“Não significa dizer que as que têm mais tempo de mercado são melhores do que as novas, mas as mais tradicionais são as que aparentemente trazem mais segurança“, ressalta José Augusto Viana Neto.

Outra preocupação deve dar conta sobre os serviços que as imobiliárias oferecem aos clientes para não se prejudicar por acreditar em promessas de muitas vantagens.

“Algumas oferecem serviços, mas trazem uma série de exclusões no contrato. Tinha uma, por exemplo, que prometia um seguro de R$ 50 mil no caso de o inquilino deixar danos no imóvel e, quando vai ler as exclusões, não cobre tudo, não é uma propaganda real. É preciso ter cuidado com as falsas promessas e não se deixar encantar pelo oferecimento de vantagens fáceis”, conclui Luciano Novaes.

Fonte: https://revista.zapimoveis.com.br

Encontre-nos no facebook