Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Saiba como escolher o piso para a sala

Cerâmica, laminados e PVC são os queridinhos dos brasileiros; madeira é apontada como tendência para os próximos anos

Entrar em uma loja de material de construção para escolher um revestimento para a sala é como estar em um parque de diversões. Parecem infinitos os tipos de piso, materiais, cores, texturas –e a responsabilidade é grande, já que um deles será o protagonista de um dos ambientes mais sociais da residência. Mas a tarefa nada fácil pode se tornar mais simples quando algumas regras são seguidas. A primeira delas é adequar o material escolhido ao uso do lugar.

É preciso pensar em itens como resistência, abrasão, temperatura, umidade e reflexão. “O morador tem de analisar se o local tem muita passagem, se tem uma incidência diária de sol, se há crianças na casa – neste caso é bom que o piso não seja muito liso”, ensina o arquiteto Caio Oliveira.

 

piso
No Brasil, os preferidos são os de cerâmica e os porcelanatos. Os laminados e os chamados pisos vinílicos (PVC)

 

No Brasil, os preferidos são os de cerâmica e os porcelanatos. Os laminados e os chamados pisos vinílicos (PVC) – que aparecem em rolos – estão sempre no ranking dos mais vendidos das lojas. Esses dois exigem alguns cuidados: podem ser lavados com um pano úmido, mas jamais podem ficar submersos em água.

A fórmula do sucesso desses quatro tipos é a grande oferta, o baixo custo, a fácil manutenção/instalação e a durabilidade. Na C&C, por exemplo, um piso de cerâmica comum parte de R$ 9,90 o m², enquanto um do tipo laminado sai a partir de R$ 28,90. Já na Leroy Merlin, o m² do PVC surge por R$ 17,99. Porcelanatos são encontrados em grande variedade e custam entre R$ 21,99 e R$ 145 o m².

 

piso_sala
Independentemente do tipo de piso escolhido, preservar o revestimento da sala é algo básico (Foto: Shutterstock)

 

Para a arquiteta Flavia Sá, escolher o piso certo para a sala valoriza o imóvel e facilita na composição da decoração. “Quando falamos em ambientes como a sala, pensamos no aconchego. Por isso, não recomendo o uso de porcelanato nestes ambientes”, opina a profissional que prefere outros materiais mais nobres em seus projetos, como o mármore e a madeira. Por falar em madeira, o material que se popularizou por aqui com tacos entre os anos 1950 e 1970, é apontada estarão em destaque nos próximos anos. “Madeira de demolição, madeira ebanizada ou madeira rústica com veios devem ser tendência na decoração deste ambiente”, aponta Flavia.

Imitações

 

piso-de-sala
Lembre-se de não arrastar móveis e ter atenção aos produtos de limpeza recomendados (Foto: Shutterstock)

 

Os pisos que imitam outros materiais mais nobres reinam nas prateleiras. Há os do tipo frios que lembram o mármore, os vinílicos de PVC que fazer parecer um chão inteiro de cimento queimado, os laminados mais elaboradoras que “juram” ser madeira e por aí vai. A advogada Leonor Santos elegeu um vinílico cinza para a sala e a extensão da cozinha. Esse tipo é indicado para ambientes internos e secos. “A instalação foi fácil, sem sujeira e atendeu às expectativas de um piso com acabamento moderno”, conta.

Independentemente do tipo de piso escolhido, preservar o revestimento da sala é algo básico. Lembre-se de não arrastar móveis e ter atenção aos produtos de limpeza recomendados. Isso mantém a qualidade do piso por mais tempo.

 

piso-para-sala
É preciso pensar em itens como resistência, abrasão, temperatura, umidade e reflexão (Foto: Shutterstock)

 

Fonte: ZAP Imóveis

 

Encontre-nos no facebook