Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Self storage é tendência para quem precisa de espaço para armazenar itens

Alugar um espaço para guardar objetos da sua casa ou do seu negócio se torna uma solução simples, sem burocracia e bom custo-benefício

Devido ao atual cenário imobiliário, onde casas e apartamentos estão cada vez menores e salas comerciais têm menos metros quadrados, o espaço, embora ainda considerado uma necessidade básica, tem se tornado cada vez mais item de luxo. Em razão disso, o segmento de self storage desponta como forte tendência no Brasil, já que atende com excelência àqueles que buscam espaço para armazenar itens pessoais ou corporativos com segurança, praticidade e conforto.

Diante de uma reforma, por exemplo, onde guardar móveis sem que eles sejam danificados? Como solucionar o problema de empresas que precisam guardar documentos ou montar um showroom, mas querem evitar a burocracia de manter uma sala comercial? Daí a solução ideal que consiste em alugar um box, conforme a necessidade específica de espaço de cada cliente, para o armazenamento de itens pessoais ou corporativos, com segurança, praticidade e totalmente livre de qualquer burocracia.

depósito para guardar itens

Armazenamento de itens pessoais ou corporativos, com segurança, praticidade e totalmente livre de qualquer burocracia (Foto: Divulgação)

Amplamente difundido nos Estados Unidos e Europa, o modelo inteligente e flexível de self storage vem conquistando cada vez mais espaço no mercado brasileiro. “Espaço: ou você já precisou, ou precisa ou vai precisar em algum momento. Ou até mesmo você conhece alguém que precisa. É uma demanda de ocasião, uma necessidade temporária, mas que, às vezes, acaba até se estendendo”, explica Arthur Ostrovsky, diretor de Operações da MetroFit, empresa especializada em self storage alinhada às necessidades de pessoas físicas e jurídicas no Brasil.

Como funciona o self storage

O self storage é um modelo flexível. Diferente do aluguel de uma sala comercial ou de um imóvel, a primeira vantagem do sistema de armazenamento é ter um contrato mensal, que pode ser renovado a cada mês.

“O contrato é feito na hora, sem burocracia e não precisa de fiador. Não existe um vínculo de longo prazo e não é preciso pagar taxas como IPTU, energia e água, por exemplo, como em uma sala comercial”, afirma Ostrovsky. Outro ponto que pesa a favor do cliente é que ele ainda pode mudar o seu espaço de acordo com a sua demanda. “Ele pode mudar para um espaço maior ou menor, entre 1 e 50 metros quadrados, a depender da sua demanda e isso sem pagar nenhum tipo de multa. Ele só paga pelo espaço que ele usa pelo tempo que ele precisa”, completa.

foto_metrofit_2

O self storage é um modelo flexível. Diferente do aluguel de uma sala comercial ou de um imóvel (Foto: Divulgação)

O aluguel de um espaço de armazenamento serve para várias ocasiões, atende a demandas de pessoas físicas ou jurídicas. “Nas mais diversas situações existe a demanda por espaço. Seja uma pessoa física se mudando de uma casa para um apartamento menor, seja em uma reforma do imóvel para guardar os móveis temporariamente, para casais recém-formados que têm muita coisa e resolve ter um filho e precisa do quarto que era da bagunça, seja para quem deseja encarar um ano sabático. Para pessoa jurídica, pode ser um escritório de advocacia que precisa guardar arquivos ou um e-commerce que precisa expor os produtos em algum lugar e até mesmo empresas que diminuem de tamanho”, enumera o diretor da MetroFit.

Vantagens

O administrador Ivan Fahra é um exemplo da diversidade de uso do self storage. Ele começou a alugar o box para a sua empresa. “Estava procurando um espaço para alugar e só encontrava uns muitos grandes e caros, que não serviam para minha necessidade. Entendi que alugar um espaço de armazenamento iria me atender em tamanho, custo e segurança e foi o que fiz”, diz.

foto_metrofit_3

Pode usar para guardar roupas, como as de frio no verão e as de calor no inverno, materiais de praia, como pranchas, por exemplo (Foto: Divulgação)

Para ele, outra vantagem era poder visitar o espaço de domingo a domingo, já que o cliente tem acesso ao local quantas vezes quiser dentro do horário de funcionamento da empresa. Proprietário da IFD2, loja de design e decoração, Ivan Fahra alugou o espaço para armazenar os móveis e objetos e fazer do local o seu showroom. “Eu passei a marcar com os clientes lá e trabalhava toda a venda no espaço. Lá eu podia mostrar meus produtos, fazer orçamentos, tudo com segurança garantida e podia estacionar dentro”, complementa. Com os produtos da empresa, o aluguel do self storage durou nove meses e o empresário ficou tão satisfeito com o resultado que voltou a alugar um box para uso pessoal. “Estava de mudança e não tinha onde deixar a minha mobília enquanto esperava a entrega do imóvel. Como já conhecia o modelo, deixei no self storage. Isso já faz dois meses e deve durar mais uns cinco pela frente”, afirma.

foto_metrofit_4

Não existe um vínculo de longo prazo e não é preciso pagar taxas como IPTU, energia e água, por exemplo, como em uma sala comercial (Foto: Divulgação)

A arquiteta Carolina Sampaio Gazetta também aponta a diversidade do espaço como ponto positivo. “Pode usar para guardar roupas, como as de frio no verão e as de calor no inverno, materiais de praia, como pranchas, por exemplo. Trata-se de um mercado muito bom e que tem potencial para crescer, já que é um lugar limpo e seguro”, acrescenta. Ela aprova o conceito de self storage tanto do ponto de vista corporativo quanto pessoal. Carolina ressalta a vantagem de quem resolve fazer uma reforma de guardar a mobília no self storage e manter os móveis mais preservados, longe de tinta, poeira, gesso e tantos outros produtos. Inclusive, ela própria já alugou um box para este fim. “Os móveis ficam mais preservados, os meus voltaram intactos porque tem uma loja no próprio local onde pode comprar acessórios, como plástico bolha. É um investimento que vale a pena”, ressalta.

Fonte: ZAP Imóveis

Encontre-nos no facebook