Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Tem filho pequeno ou animal de estimação? Cuidado com os móveis!

Saiba o que é melhor evitar e como fazer para que sua casa não vire uma brincadeira de criança

Seu filho é o melhor do mundo, não é mesmo? Mas tanto amor não faz você deixar de ver que ele rabisca e arranha móveis, joga água e suco no sofá… Ah, você não tem filhos, só um lindo cachorrinho? E quantas vezes ele já destruiu seus tapetes, roeu o pé da cadeira ou mastigou partes do estofado? Pois é, ninguém quer fazer de você uma pessoa sozinha na vida. Mas alguns cuidados são essenciais para uma convivência mais tranquila. É só prestar atenção!

Sofás

Das duas, uma: ou você coloca uma capa bem resistente no sofá (e bonita, porque não adianta tirar na hora que chega visita), em sarja ou jeans, ou compra o móvel mais adequado. “O ideal é escolher sempre materiais firmes, se possível impermeáveis, como couro ou courino. Algodão precisa ter Acquablock (tecido impermeável)”, ensina a arquiteta Catia Ferreira, de São Paulo.

Tapetes

Esqueça tapetes muito peludos e pele de vaca, de carneiro etc. Eles retém os pelos dos animais e acumulam ácaros, fungos e bactérias que são prejudicais a todos. A limpeza é muito mais difícil. Faça a opção por estruturas baixas e laváveis de sintético.

 

(Foto: Shutterstock)

 

Outros móveis

Os materiais proibidos para móveis, ou seja, que não combinam com animais e crianças, são de fibras naturais, como junco ou palha. Lindos acabamentos em laca também devem ser evitados porque logo estarão arranhados e lascados pelos seus lindões. “Também não indico tecidos frágeis, com tramas, cujos fios são puxados pelas unhas dos animais e pelas crianças, além da retenção de sujeira. Móveis em MDF e carpetes de madeira também não são bons porque não resistem a líquidos”, diz Catia.

Espelhos

Já viu a criança brincando na frente do espelho ou um cachorro ‘brigando’ com ele? Por isso mesmo, tome cuidado onde coloca. Móveis espelhados, jamais. “O animal fica enlouquecido com o reflexo e acaba danificando o material tentando arranhar a própria imagem”, afirma a arquiteta.

Fonte: https://revista.zapimoveis.com.br/

Encontre-nos no facebook