Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Tempestade de riscos

Fortes chuvas acompanhadas de raios podem causar transtornos aos condomínios. Prevenção é a melhor atitude

No verão, junto com o sol, que dura até mais tarde, as fortes chuvas trazem algumas consequências negativas, como as conhecidas enchentes. E quando vêm acompanhadas por raios ficam ainda mais perigosas, podendo causar danos aos condomínios, moradores e funcionários.

Uma vez que a rede elétrica vem diretamente da rua, a descarga proveniente de um raio pode ser conduzida até a residência e causar danos. De acordo com Rogério Camargo Filho, professor de Física e Química em São Paulo, os danos são minimizados quando há presença de para-raios no condomínio.

“O para-raios facilita a descarga, de modo que ela possa acontecer muitas vezes de maneira imperceptível, impedindo que a energia seja dissipada na estrutura do prédio.”
Ainda de acordo com o professor, para que funcione direito, é preciso que o para-raios tenha aterramento. “Se não tiver aterramento, é melhor não tê-lo, visto que a descarga continuará acontecendo na estrutura do prédio”.

Isso ocorre porque o aterramento simula o chão no topo do prédio e não deixa que a energia da descarga passe pela rede elétrica, provocando estragos de grandes proporções.

Recomendações importantes – Nem todo mundo sabe, mas quando estiver chovendo muito e houver presença constante de raios e trovões, o recomendável é não tomar banho, não utilizar tomadas elétricas (desconectando os aparelhos eletrônicos delas), desligar os fios vindos de antenas e não falar ao telefone sem fio.

O mesmo é válido para os funcionários do condomínio, ressaltando-se que o ideal é procurar abrigo e não ficar andando para lá e para cá durante as tempestades. Assim que começar a chover e cair raios, eles devem buscar proteção dentro da portaria ou outras salas da área social até que tudo passe e não haja riscos.

Aviso aos moradores – Em épocas de chuvas fortes e presença constante de raios, também é válido o condomínio, através do síndico, alertar os moradores quanto aos cuidados a serem tomados.  É importante avisar que, mesmo com para-raios, o prédio pode não estar totalmente protegido contra os prejuízos causados pelas descargas elétricas.

Elisabete Cardoso é moradora de um condomínio na zona norte de São Paulo e diz que não há qualquer aviso visível aos moradores sobre os cuidados a serem adotados quando começam as chuvas muito fortes.

Recentemente, a televisão dela e o sistema de monitoramento do prédio queimaram após uma forte tempestade com raios. Segundo o laudo da assistência técnica, o decodificador da TV a cabo recebeu forte descarga, ocasionando a queima do aparelho.

Começou a chover. E agora?

  • A principal recomendação é se abrigar em um ambiente coberto
  • A gestão do condomínio deve colocar alertas visíveis aos moradores e funcionários de como agir quando começarem as tempestades elétricas
  • Contratar seguro residencial é uma alternativa para proteger o apartamento. Pode ser válido o condomínio tratar do tema em reuniões com os moradores
Fonte: iCondominial

Encontre-nos no facebook