Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Veja como fazer um jardim na área externa da casa

Saiba quais são as melhores plantas para cultivar

A área externa da casa fica mais bonita com a presença de um jardim. Contudo, para ter o charme do verde é necessário planejar a escolha e o cultivo das espécies.

Como fazer um jardim

Antes de escolher as plantas do jardim verifique quais espécies podem viver em áreas ensolaradas (Fotos: Shutterstock)

O primeiro passo é investigar o clima, a incidência de sol e a qualidade do solo (arenoso, argiloso ou rochoso) do espaço externo. Áreas ensolaradas devem receber espécies resistentes como suculentas, cactos, palmeira fênix, jabuticabeiras, dentre outras. Cuide somente para garantir a quantidade exata de água e vento para cada planta.

como fazer um jardim em casa
Cuide da rega das espécies que necessitam de boa quantidade de água

Os jardins que tiverem pouca incidência de sol devem ter espécies adaptadas a tal clima. As melhores opções são: palmeira-ráfis, bromélia de sombra, acanthus, amarílis, lobélias e tulipas. Lembre-se ainda de evitar o excesso de água nos vasos, pois o desenvolvimento destas plantas pode ser prejudicado.

Espécies como tulipas devem ser cultivadas em jardins com pouca incidência de sol

Espécies como tulipas devem ser cultivadas em jardins com pouca incidência de sol

Também é possível cultivar espécies de meia-sombra, como lança-de-são-jorge, pândano espiral, pata-de-elefante, pau-d’agua e asplênio.

Decoração de jardim

Plantas que tiverem grandes raízes devem ficar em vasos resistentes, de cimento ou fibra de vidro. Recipientes de plástico não são muito indicados, pois a impermeabilidade do material afeta a espécie.

A dica é investir em modelos de cerâmica, cuja porosidade permite à planta fazer as trocas de água com o ambiente de modo simples e rápido. Tais vasos devem ter furos no fundo. Assim, a água não se acumula nas raízes.

Vasos de cerâmica são boas opções para o jardim

Vasos de cerâmica são boas opções para o jardim

O espaço pode ter a presença de floreiras e pergolados. A primeira opção é ideal para espécies que se adaptem nas paredes e nos parapeitos das janelas. “Além disso, é importante levar em conta a combinação das plantas. Uma pode crescer mais que a outra e invadir o espaço alheio, o que compromete o desenvolvimento”, afirma Gilberto Elkis, paisagista. Uma fórmula de sucesso é usar espécies rasteiras, como a álisso, e outras pendentes, como o amor-perfeito-de-verão.

Os pergolados levam charme à área externa. As colunas e vigas vazadas, feitas de madeira, bambu ou concreto, ficam bonitas com a presença de flores e espécies pendentes. Abuse de plantas como sapatinho de judia e jade. Pendure também vasos de orquídeas na estrutura.

Pérgola de madeira deixa a área externa de uma casa ainda mais charmosa (Foto: Reprodução – Houzz)

Móveis para o jardim

A decoração fica completa com a presença de mesas, cadeiras e sofás. “O mobiliário de alumínio com fibras sintéticas é a melhor opção, pois tem resistência e é adequado à área externa”, afirma Analu Guimarães, designer de interiores. Evite peças de madeira, porque mesmo impermeabilizadas, deterioram com facilidade.

Outro aspecto a ser estudado é o tecido dos estofados. Invista em modelos sintéticos de acrílico (que não desbotam), vinil ou couro náutico.

Pedras são escolhas indicadas para áreas de passagem do jardim, uma vez que trazem permeabilidade ao piso e evitam poeira e lama no caminho (Foto: Shutterstock)

Pedras são escolhas indicadas para áreas de passagem do jardim, uma vez que trazem permeabilidade ao piso e evitam poeira e lama no caminho (Foto: Shutterstock)

Dê uma atenção especial ao chão. Pedras, seixos e pedregulhos são as escolhas indicadas, uma vez que trazem permeabilidade ao piso e evitam poeira e lama no caminho.

Já os cepos, as pranchas e os decks de madeiras são ideais para criar um visual mais rústico. “Lembre-se apenas de jamais usar um piso que não seja antiderrapante. Eles ficam muito escorregadios quando molhados”, diz o Elkis.

Um ponto fundamental no projeto do jardim é a iluminação. As luminárias podem ficar embutidas no chão, sendo direcionadas para os vasos e as plantas, ou dispostas nos caminhos com pedras. Postes, refletores e arandelas também são boas apostas.

Fonte: ZapImoveis

Encontre-nos no facebook