Entre em contato por e-mail

Confira nossos artigos e notícias

Conecte-se no Twitter com a Duplique Desembargador!

Download de aplicativos (como o Adobe Reader) e modelos de documentos e formulários

Acompanhe a evolução dos condomínios da Duplique Desembargador!

Conecte-se no Facebook com a Duplique Desembargador!

Conecte-se no Google Plus com a Duplique Desembargador!

Zelador, principal aliado dos síndicos

O Dia do Zelador (em 11 de fevereiro) merece ser lembrado por histórias como as do Sr. Antonio (com mais de quatro décadas de trabalho) e de Da. Lúcia, uma das raras mulheres na atividade. Ambos demostram que estabilidade e segurança são dois dos grandes benefícios que a profissão proporciona à gestão condominial.

Quando apresentam seus currículos a vagas de zeladores, os profissionais costumam destacar habilidades em soldas, hidráulica, elétrica, pinturas, em manutenção de piscinas, no básico em informática etc. Mas existe algo que eles não costumam registrar como parte de seu trabalho, e está muito presente no dia a dia do condomínio: o zelador é o profissional que propicia estabilidade e segurança à gestão do síndico.

No caso do jovem gestor Enzo Pasqualetti, que assumiu o cargo de síndico do Residencial Wonderful em abril de 2013, aos 25 anos, o zelador entrou como peça- -chave a uma administração que precisava resolver muitas pendências da área de manutenção e um caixa zerado. “Estar junto com Sr. Antonio compensou minha falta de experiência”, anota Enzo. O síndico credita a essa sintonia o fato de ter conseguido dar andamento “a 70% dos problemas que estavam parados” e reverter a situação financeira do condomínio.

Sr. Antonio é paraibano, registrado Antonio Irineu da Silva, e chegou a São Paulo em 1970, com 19 anos, aonde encontrou destino na construção civil. Mas logo a cidade lhe permitiu conhecer a profissão de zelador, pela qual amealhou um considerável patrimônio. Aposentou como zelador em um edifício na Vila Olímpia, onde trabalhou por doze anos. Em um prédio anterior, havia ficado duas décadas. Com 63 anos, três filhos adultos, “dois formados e um se formando em Engenharia na Federal da Paraíba”, Sr. Antonio é orgulhoso da profissão que lhe permitiu grande ascensão social e econômica e não pensa em parar. “Comecei num prédio simples, sem nenhuma tecnologia na portaria, tive que fazer cursos ao longo do tempo para acompanhar o desenvolvimento disso tudo, mais de 20 ao todo”, lembra.

SINTONIA NO ENCONTRO DE GERAÇÕES

No Residencial Wonderful, empreendimento de quatro anos e 36 unidades, localizado no Jardim Avelino, região da Vila Alpina, zona Leste de São Paulo, ele acompanhou o processo de implantação do condomínio, com ampla área de lazer. Também foi um dos grandes incentivadores a que o jovem Enzo se candidatasse ao cargo de síndico. É um encontro de gerações fazendo história. Na relação entre ambos, destacam-se a lealdade, transparência e apoio, compromissos que atendem ao lema do “foco em solução”, adotado pelo síndico. “Ele é um excelente zelador, resolve e pronto”, define Enzo, que mora no Wonderful há cerca de dois anos e de pronto acabou se envolvendo com a administração do condomínio, primeiro como conselheiro. Economista, Enzo atua como consultor de empresas em desenvolvimento humano, com ênfase em neurociência (área pela qual realiza mestrado na Universidade Federal do ABC).

E qual a receita para uma boa gestão condominial? Enzo não demora em responder: “É preciso uma ligação forte entre o síndico, a administradora e o zelador. Se isso não estiver sintonizado, o condomínio não funciona”. Ele ressalta ainda que o síndico precisa dar aval ao zelador.

E este profissional, qual deve ser seu perfil? “Ele precisa ser cordial, ter jogo de cintura e discrição, saber contornar, possuir carta branca para contratar ou demitir funcionário (tendo comando sobre a equipe) e ter imenso cuidado com a portaria”, responde Sr. Antonio. É indispensável também conhecer hidráulica, elétrica etc., arremata ele, completando: “E ser fiel, transparente, buscar sempre a solução, ter boa apresentação pessoal, vestir-bem e apoiar o síndico”.

Fonte: Direcional Condomínios

Encontre-nos no facebook